Avaliação de alterações na compactação de solos por usos e manejo agrícolas por meio de ensaio dinâmico de penetração

Autores/as

  • Diego Ruiz Soares UCIS Consultores
  • Cláudia Marisse dos Santos Rotta Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo; São Carlos
  • Lázaro Valentin Zuquette Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo; São Carlos

Palabras clave:

Compactação, resistência à penetração do solo, penetrômetro dinâmico, degradação ambiental, Brasil.

Resumen

O presente trabalho apresenta o estudo sobre compactação do solo sob uso agrícola na Bacia do Ribeirão do Pinheirinho, Estado de São Paulo, Brasil. Realizaram-se ensaios de resistência do solo a penetração com um penetrômetro dinâmico em diversos pontos da área de estudo, verificando-se, na maioria dos casos, elevados valores de resistência à penetração, sobretudo nos 20-40 cm superficiais. Em decorrência do tráfego de veículos e máquinas, as estradas secundárias e carreadores apresentaram valores de resistência mais elevados que os encontrados nas áreas de cultivo,  condicionando o desenvolvimento de processos erosivos em decorrência da geração de alto escoamento superficial. Tanto o uso agrícola intensivo na bacia quanto as características dos materiais geológicos podem ser apontadas como os fatores principais para o processo de compactação do solo verificado na bacia, bem como outros cenários decorrentes da degradação ambiental, como feições erosivas e alteração da dinâmica de águas superficiais e subsuperficiais.

Citas

BENGOUGH, A. G.; MULLINS, C. E. (1990). Mechanical impedance to root growth: a review of experimental techniques and root growth responses. Journal of soil science, v. 41, n. 3, p. 341-358.

BENNIE, A.T.P. e KRYNAUW, G.N., (1985). Causes, adverse effects of soil compaction. South African Journal Plant Soil 2, p.109–114.

CASSAN, M. (1982). Los Ensayos in Situ em la Mecânica del Suelo. Barcelona: Editores Técnicos Associados, S.A. p. 139-166.

DAVIES, S., LACEY, A., (2011). Subsurface compaction: A guide for WA farmers and consultants. Department of Agriculture and Food, Western Australia.

DUIKER, W. S., (2004). Effects of soil compaction. Agricultural Research and Cooperative Extension. College of Agricultural Sciences. Pennsylvania State University.

FUREGATTI, S. A. (2012). Avaliação da variabilidade das características geotécnicas relacionadas aos processos erosivos com ensaios in situ. Tese (Doutorado) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos.

HERRICK, J. E., & JONES, T. L. (2002). A dynamic cone penetrometer for measuring soil penetration resistance. Soil Science Society of America Journal, 66(4), 1320-1324.

KOEPPEN, W. (1948). Climatologia, com um Estudio de los Climas de la Tierra. Mexico: Fondo de Cultura Economica, 478p.

MANTOVANI, E. C., (1987). Compactação do solo. Informe Agropecuário, Belo Horizonte 13.147: 52-55.

REICHERT, J. M.; SUZUKI, L. E. A. S. e REINERT, D. J., (2007). Compactação do solo em sistemas agropecuários e florestais: identificação, efeitos, limites críticos e mitigação. Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, v. 5, p. 49-134.

VANAGS, C.; MINASNY, B.; MCBRATNEY, A. B. (2004). The dynamic penetrometer for assessment of soil mechanical resistance. In:Proceedings of the 3rd Australian New Zealand Soils Conference. p. 5-9.

Descargas

Publicado

2018-01-28

Cómo citar

Soares, D. R., Rotta, C. M. dos S., & Zuquette, L. V. (2018). Avaliação de alterações na compactação de solos por usos e manejo agrícolas por meio de ensaio dinâmico de penetração. Revista De Geología Aplicada a La Ingeniería Y Al Ambiente, (35), 1–15. Recuperado a partir de https://www.editoresasagai.org.ar/ojs/index.php/rgaia/article/view/95

Número

Sección

Artículos originales

Artículos similares

También puede {advancedSearchLink} para este artículo.