Importância do mapa de unidades básicas de compartimentação (UBCs) na elaboração de zoneamento (geo) ambiental analítico – estudo de caso na Bacia hidrográfica do Rio do Monjolinho (São Carlos, SP)

Leandro Contri Campanelli, Reinaldo Lorandi

Resumen


Nos dias atuais verifica-se uma tendência de os planejadores considerarem a bacia hidrográfica como unidade de planejamento e gestão. Um instrumento que tem sido empregado para subsidiar o planejamento de bacias hidrográficas é o zoneamento (geo)ambiental. Para a elaboração do zoneamento (geo)ambiental, um documento cartográfico que pode ser utilizado é o Mapa de Unidades Básicas de Compartimentação (UBCs), o qual compartimenta a bacia hidrográfica em unidades homogêneas – porções da bacia com características e propriedades geológico-geomorfológicas semelhantes. Nesse contexto, o presente trabalho teve como objetivo a elaboração do Mapa de UBCs para a bacia hidrográfica do rio do Monjolinho, na escala de 1:50.000. Esta bacia apresenta área de 275 km2, tendo a maior parte de sua área contida no município de São Carlos (SP) e uma pequena parcela no município de Ibaté (SP). Como resultado do trabalho obteve-se o Mapa de UBCs da bacia hidrográfica do rio do Monjolinho, na escala de 1:50.000. Neste mapa encontram-se representadas 20 unidades homogêneas, sendo que a unidade predominante é a CS,FAD,P 1 a 2, a qual caracteriza-se pela formação geológica de superfície Formação Adamantina, forma de relevo do tipo planície, declividades de 0 a 5%, perfis de encostas convexo-côncavo e côncavo e aquífero Bauru. As unidades homogêneas representadas no Mapa de UBCs obtido podem ser avaliadas a partir de componentes geotécnicos e os resultados desta avaliação permitem o zoneamento (geo)ambiental analítico da bacia em questão.


Palabras clave


Bacia Hidrográfica; Zoneamento (Geo)ambiental; Unidades Básicas de Compartimentação.

Texto completo:

PDF

Referencias


BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 1971. Cartas topográficas. Folhas SF-23-Y-A-I-1, SF-23-V-C-IV-3, SF-22-X-D-VI-4 e SF-22-Z-B-III-2. 1ª edição. Escala: 1.50.000.

CAMPANELLI, L. C., 2012. Zoneamento (geo)ambiental analítico da bacia hidrográfica do rio do Monjolinho – São Carlos (SP). Dissertação (Mestrado – Engenharia Urbana) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

CAMPANELLI, L. C. y LORANDI, R., 2012. Importância da carta de unidades aquíferas para a elaboração de zoneamento (geo)ambiental – estudo de caso na bacia hidrográfica do rio do Monjolinho (Brasil, São Paulo, São Carlos). In: Revista de Geologia Aplicada a la Ingeniería y al Ambiente, n. 29, p. 83-90.

ESPÍNDOLA, E. L. G. O rio do Monjolinho: um estudo de caso. In: ESPÍNDOLA, E. L. G.; SILVA, J. S. V.; MARINELLI, C. E. y ABDON, M. M., 2000. A bacia hidrográfica do rio do Monjolinho. São Carlos: Ed. Rima.

FIORI, A. P.; GAMA JR., E. y CAETANO, M. R., 1976. Mapa fotogeológico da região de São Carlos. Escala 1:100.000.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 1995. Manual técnico de geomorfologia. Rio de Janeiro: IBGE.

INSTITUTO INTERNACIONAL DE ECOLOGIA E GERENCIAMENTO AMBIENTAL – IIEGA, 2009. Manual de gerenciamento de bacias hidrográficas. São Carlos: Ed. Cubo.

MURO, M. D., 2000. Carta de zoneamento para seleção de áreas frente à instalação de aterros sanitários no município de São Carlos – SP. Dissertação (Mestrado – Geotecnia) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos.

MACIEL, G. de C. Geologia e geomorfologia. In: ESPÍNDOLA, E. L. G.; SILVA, J. S. V.; MARINELLI, C. E. y ABDON, M. M., 2000. A bacia hidrográfica do rio do Monjolinho. São Carlos: Ed. Rima.

SILVA, J. dos S. V. da; ABDON, M. de M. y PARANAGUÁ, P. A. Remanescentes de vegetação. In: ESPÍNDOLA, E. L. G.; SILVA, J. S. V.; MARINELLI, C. E. y ABDON, M. M., 2000. A bacia hidrográfica do rio do Monjolinho. São Carlos: Ed. Rima.

SOUZA, P. A. P.; SANTOS, M. B. dos y PALHARES, J. C. Pedologia. In: ESPÍNDOLA, E. L. G.; SILVA, J. S. V.; MARINELLI, C. E. y ABDON, M. M., 2000. A bacia hidrográfica do rio do Monjolinho. São Carlos: Ed. Rima.

VEDOVELLO, R., 2000. Zoneamentos geotécnicos aplicados à gestão ambiental, a partir de unidades básicas de compartimentação – UBCs. Tese (Doutorado – Geociências) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

ZUQUETTE, L. V., 1981. Mapeamento geotécnico preliminar da região de São Carlos. Dissertação (Mestrado – Geotecnia) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2018 Revista de Geología Aplicada a la Ingeniería y al Ambiente

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Revista de Geología Aplicada a la Ingeniería y al Ambiente ISSN 1851-7838 (Impresa) ISSN 2422-5703 (En línea); ISBN: 978-987-21766-1-7   

Asociación Argentina de Geología Aplicada a la Ingeniería. Maipú 645, Piso 1º ­ C1006ACG ­ Ciudad Autónoma de Buenos Aires. 
http://www.asagai.org.ar/ editor@editoresasagai.org.ar

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.